A MEMÓRIA ORGANIZACIONAL NAS PREFEITURAS DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Destaque

Informações adicionais

  • Autor: Bernardino, Jean Francisco
  • Nome completo: JEAN FRANCISCO BERNARDINO
  • Data de defesa: Sexta, 19 Fevereiro 2016
  • Imprenta: 2016, UFPR, Curitiba-PR
  • Orientador: Dra. Helena de Fátima Nunes Silva
  • Banca examinadora: Presidente: Dra. Helena de Fátima Nunes Silva Examinadores: Dra. Fernanda Cristina Barbosa Pereira Queiroz, Dra. Maria do Carmo Duarte Freitas e Dr. Ricardo Mendes Junior.
  • Resumo:

     

    O conhecimento é tema em pauta nas organizações de qualquer natureza. Pode-se dizer que uma gestão de conhecimento eficiente está diretamente relacionada a uma gestão atuante e transparente sendo favorável à administração pública. A pesquisa analisa os processos de memória organizacional de acordo com Conklin (2001), a existência de cultura e estrutura e as barreiras e facilidades que auxiliam na gestão pública municipal na Região Metropolitana de Curitiba. Com ênfase qualitativa de natureza aplicada e descritiva. Utiliza para coleta de dados o Grupo Focal, realizado com uma amostra composta por servidores mais antigos envolvidos com atividades ou projetos estratégicos das prefeituras pesquisadas. Utiliza a analise de conteúdo dos resultados qualitativos, a partir de categorias preestabelecidas, com apoio do Software Atlas Ti., Identifica a similaridade em ações utilizadas, de forma não sistematizada, pelas prefeituras, em alguns processos de memória organizacional como prática de gestão de conhecimento. Constata forte cultura no registro de informações, mas não há padronização, sistematização e estrutura formal que facilite o compartilhamento para o reuso das informações. Observa, no entanto que existe uma cultura voltada à colaboração e ao uso de boas práticas em relação ao registro, o compartilhamento, o reuso da informação. Porém, existe uma cultura negativa representada pela falta de continuidade nos trabalhos e comprometimento em efetivar todos os processos de Memória Organizacional como o registro, a disseminação, o compartilhamento. Constata que a memória organizacional contribui para: o planejamento das atividades; a otimização da estrutura e uso das tecnologias em prol da gestão; a preservação da história e dos conhecimentos gerados e da identidade de cada prefeitura. Conclui que as poucas iniciativas existentes são realizadas em sua maioria de forma centralizada ou pessoal sem o comprometimento em dar continuidade nas atividades e projetos, ou apenas por força legal nos casos que existem leis impondo a ação.

  • Palavras-chave: Gestão do Conhecimento. Memória Organizacional. Gestão Pública Municipal. Compartilhamento e Reuso de Informação
  • Abstract:

     

    Knowledge is the subject on the agenda in organizations of any kind. It can be said that effective knowledge management is directly related to an active and transparent management and that it is favorable to the government. The research analyzes the organizational memory processes according to Conklin (2001), the existence of culture and structure and the barriers and facilities that assist in municipal management in the Metropolitan Region of Curitiba. With qualitative emphasis of applied and descriptive nature. Uses for data collection a focal group conducted with a sample of older city hall labours involved with activities or strategic projects on the surveyed municipalities. Uses content analysis, from pre-established categories, with the support of the Software Atlas Ti. From the qualitative results, identifies the similarity of the used actions, in a non systematically way, by each town hall, in some processes of organizational memory as a practice of knowledge management . Notes a strong culture in the registration of information, but without standardization, systematization and formal structure that could facilitate the sharing and the reuse of information. Notes however that there is a culture of collaboration and use of best practices in relation to record, share, reuse of information. However, there is a negative culture represented by the lack of continuity in the work and commitment to carry out all organizational memory processes such as registration, dissemination and sharing . Notes that the organizational memory contributes to: planning of activities; the optimization of the structure and use of technology in favor of management; the preservation of history and of the generated knowledge and the identity of each town hall. It concludes that the few existing initiatives are carried out mostly centralized or in a personal way without the commitment to continue the activities and the projects, or just for legal force in cases which there are laws requiring action.

  • Keywords: Knowledge Management. Organizational Memory. Municipal Public Management. Sharing and Reuse of Information.
Ler 1342 vezes

Curta nossa Fan Page

Linguagem do site

 

Fale conosco: (41) 3360-4191
Localização:Localização através do Gogle Maps  
  • Facebook do Mestrado PPGCGTI
  • Twitter: PPGCGTI
© 2013 Francisco Soares - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Campus III, Jardim Botânico - Curitiba - Paraná - Brasil.