MEMÓRIA ORGANIZACIONAL NO ESPAÇO ESCOLAR: PERCEPÇÕES DAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NAS ESCOLAS PÚBLICAS DO ESTADO DO PARANÁ – NRE - ÁREA METROPOLITANA NORTE DE CURITIBA

Informações adicionais

  • Autor: Minioli, Célia Scucato
  • Nome completo: CÉLIA SCUCATO MINIOLI
  • Data de defesa: Quinta, 28 Abril 2011
  • Imprenta: 2011, UFPR, Curitiba-PR
  • Orientador: Dra. Helena de Fátima Nunes Silva
  • Banca examinadora: Presidente: Dra. Helena de Fátima Nunes Silva. Membro: Dr. Décio Estevão do Nascimento. Membro: Dra. Sônia Maria Breda. Membro: Dra. Maria do Carmo D. Freitas.
  • Resumo:

     

    Pesquisa descritiva com abordagem qualitativa sobre a incorporação pelas Escolas Públicas do Estado do Paraná - NRE- da Região Metropolitana Norte de Curitiba, dos processos de Memória Organizacional como forma de percepção e reflexão sobre a realidade interna do espaço escolar. O estudo analisa a reutilização do conhecimento tácito desenvolvido a partir de práticas pedagógicas como forma de organização do trabalho pedagógico nas escolas. Utiliza como fontes de evidência a observação participante, análise documental e questionário. O estudo indica como categorias de análise, o processo de captura, organização, divulgação, utilização, partilha e reutilização de informações extraídas da prática. Aplica a Analise de Conteúdo para identificar, a partir dos discursos de professores e pedagogos, a existência de um processo sistemático de registro das práticas desenvolvidas no espaço interno das escolas públicas. Verifica a utilização do registro de lições aprendidas como meio de perceber a realidade da escola, o que contribui para a tomada de decisão interna e como uma forma de reutilizar a informação e conhecimento tácito, no contexto futuro. Examina o processo de discussão sobre as práticas pedagógicas do professor e do pedagogo e da construção do conhecimento tácito no ambiente interno da escola. Observa que os conhecimentos oriundos das práticas de ensino estão sendo perdidos devido a falta de compartilhamento. A pesquisa conclui que os professores e educadores, quando deixam a escola, levam consigo o  conhecimento adquirido durante o desenvolvimento de práticas pedagógicas o que exige a reinvenção constante das mesmas, por falta de conhecimento do que os outros fizeram. Indica que os professores e educadores acreditam que existe uma aversão ao reuso de conhecimento, influenciado por ideologias políticas. Finalmente, constata que é a partir da construção da Memória Organizacional, que a escola pode desenvolver uma nova consciência de sua realidade interna. Em outras palavras, é a partir do registro e reflexão sobre sua prática e pela observação do contexto em que a educação está inserida e pela percepção dos aspectos tecnológicos e sociais próprios da sociedade vigente que a escola pode encontrar maneiras de lidar com problemas relacionados com a construção do processo ensino-aprendizagem.

  • Palavras-chave: Registro de Práticas Pedagógicas. Conhecimento Tácito. Organização do Trabalho Pedagógico. Memória Organizacional. Reutilização da Informação.
  • Abstract:

     

    Descriptive research with a qualitative approach about the incorporation by the Public Schools of the Parana State - NRE-North Metropolitan Region of Curitiba, of the Organizational Memory processes such as a form of perception and reflection on the internal reality of school space. The study discusses the reusability of tacit knowledge developed from teaching practices as a form of organization of educational work in school. It uses as sources of evidence, the participant observation, the documentary analysis and questionnaire. It sorts as categories of analysis, the processes of capturing, organizing, disseminating, sharing, using and reusing of information extracted from practice. It applies the Content Analysis to identify, from the discourses of teachers and educators, if there are a systematic process of registration of practices developed in the inner space of the public schools. The study verifies the use of the registry of lessons learned as a means of perceiving reality from within the school, what contributes to the internal decision making and as a way of reusing the tacit knowledge, in the future context. It examines the process of discussion about the pedagogical practices of teacher and educator and the construction of tacit knowledge in the internal environment of the school. It explains that knowledge derived from teaching practice, are being lost due to lack of sharing. The research concludes that teachers and educators when leave school, carry with them, the knowledge gained during the development of pedagogical practices, which requires the constant reinvention of the same, for lack of knowledge of what others have done. It indicates that teachers and educators believe that there is an aversion to the reuse of knowledge, influenced by political ideologies. Finally, it argues that it is from the construction of Organizational Memory, that the school will develop a new awareness of its inner reality. In other words, it is from the registry and reflection about its practice and by observing the proper aspects to the educational and technological and social context that the school itself can find ways to deal with problems related to construction of the teaching-learning process.

  • Keywords: Registry of Teaching Practices. Tacit Knowledge. Organization of Pedagogical Work. Organizational Memory. Reuse of Information.
Ler 3399 vezes

Curta nossa Fan Page

Linguagem do site

 

Fale conosco: (41) 3360-4191
Localização:Localização através do Gogle Maps  
  • Facebook do Mestrado PPGCGTI
  • Twitter: PPGCGTI
© 2013 Francisco Soares - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Campus III, Jardim Botânico - Curitiba - Paraná - Brasil.